Por meio de mensagens via WhatsApp, criminosos estão se passando pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Gravatá (STTR), Zé Mário, e,  solicitando, a empresários e comerciantes de Gravatá, patrocínio em dinheiro, via Pix, para supostos eventos realizados pela entidade.

A prática criminosa veio à tona na tarde desta quinta-feira, 21, quando uma empresária vítima do golpe teria relatado o ocorrido. Acreditando que estaria contribuindo para uma cavalgada supostamente realizada pelo sindicato, a mulher teria enviado uma quantia de R$ 400,00 para endereço pix informado pelo golpista. A ficha só caiu após o envio do dinheiro, quando o criminoso agradeceu e deixou de respondê-la, substituindo, em seguida, foto e nome do perfil. 

Ao tomar conhecimento do caso, Zé Mário publicou uma nota em suas redes sociais informando que o sindicato não faz pedidos de patrocínio ou empréstimo financeiro, além de alertar para a existência do golpe e orientar que a polícia seja acionada caso alguém entre em contato, usando seu nome ou do sindicato, para solicitar qualquer valor financeiro.

Confira a nota oficial:



PubGS - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.