A decisão de anular o concurso feita pelo prefeito, Joselito Gomes (PSB), afetou diretamente mais de 33 mil concurseiros que, além de não receberem os resultados das provas, agora enfrentam mais uma decisão dura do atual prefeito, onde segundo ele, seguiu orientações do (MPCO).

Com esta decisão, os cargos que deveriam serem ocupados pelos concurseiros, continuarão sendo ocupados por pessoas indicadas pelo gestor e seu grupo, podendo ainda, realizar, SELEÇÃO SIMPLIFICADAS.

Nas redes sociais, os concurseiros alertaram que buscarão a justiça. Advogados que defendem a causa dos concurseiros devem ingressar com ação, na tentativa de derrubar a anulação do prefeito. Há um grupo de concurseiros que pretendem realizar protesto em frente a prefeitura pela liberação do concurso anulado.

Pelo que se ver, ainda há muita água para rolar debaixo dessa ponte!



PubGS - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.