No segundo domingo de janeiro, como de costume há mais de um século, é realizada a tradicional Festa de Reis em Gravatá. Devido à pandemia do novo coronavírus, a festa com celebração campal, procissão tradicional, quermesse e apresentações culturais foram canceladas. Porém, a tradição foi mantida e a padroeira da cidade, Senhora Sant’Ana mais uma vez recebeu a homenagem do povo gravataense.

Uma procissão motorizada saiu da Igreja de Nossa Senhora das Dores, no bairro Volta do Rio, e seguiu pelas principais ruas da cidade e comunidades da Paróquia de Sant’Ana. No andor, montando em cima de um carro, muitas flores decoraram o entorno da imagem com a padroeira.

De acordo com o pároco da Paróquia de Sant’Ana, padre João Paulo, a procissão motorizada alcançou mais pessoas.

“Diferente do formato tradicional, a procissão motorizada teve um percurso maior e pôde alcançar mais pessoas, respeitando as normas sanitárias, com todo cuidado, mas mantendo o costume e a homenagem à Senhora Sant’Ana”, disse.

A procissão motorizada passou pelos bairros: Volta do Rio, Jucá, Centro, São José, Santa Luzia, Cruzeiro, Bairro Novo, Boa Vista, Prado e finalizou na igreja Matriz, onde o padre João Paulo abençoou os carros e motoristas.



PubGS - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.