Foto: Cortesia

Uma comissão com nove vereadores, liderada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Léo do AR, se uniram em defesa dos profissionais do Abatedouro Público da cidade e foram até o gabinete do prefeito Joselito Gomes (PSB) para discutir o futuro do equipamento.

Durante uma extensa reunião acompanhada por profissionais marchantes, secretários, assessores de estratégia de gestão e outros membros do governo municipal, ficou decidido que o abatedouro não será fechado, o que foi comemorado pelos trabalhadores do local.

Os vereadores que lideraram a defesa dos trabalhadores foram: Luiz Prequé, Cabritinha, Regis da Compesa, Léo do AR, Leandro do Transporte Alternativo, Neném de Uruçu, Zé da Saúde, Gil Dantas e Nino da Gaiola.

O presidente da Câmara de Gravatá, Léo do AR, esteve presente na feira livre de Gravatá no último sábado para conversar com os profissionais do Mercado Público e tranquilizá-los sobre o futuro do abatedouro.

O Abatedouro Público é considerado um equipamento importante para a feira livre de Gravatá, e o fechamento do mesmo deixaria muitos pais de família desempregados. A ideia de fechamento havia sido proposta pelo então secretário responsável pela área, mas após a reunião foi entendido que seria uma decisão equivocada. A decisão de manter o Abatedouro Público aberto foi vista como uma vitória para os profissionais e para a população de Gravatá.

A Câmara de Vereadores de Gravatá demonstra mais uma vez seu compromisso com a população, ao se unir em defesa dos trabalhadores do abatedouro público e conseguir manter o equipamento aberto, garantindo assim, empregos e fornecimento para a os profissionais do Mercado Público.

GMK Ads | A Marca da Sua Marca!