Foto: Divulgação (Melhorada com a tecnologia GMK - IA).

Um vídeo onde o prefeito de Gravatá, Joselito Gomes (PSB), aparece informando que teria que reconstruir o antigo Pontilhão, derrubado pelo ex-prefeito Bruno Martiniano, na época, foi publicado nas redes sociais oficiais da gestão.

Segundo o prefeito, há uma ordem judicial emitida pelo ministério público, que obriga a reconstrução, acarretando multa diária de R$10,000,00 Reais e podendo ainda responder por improbidade administrativa, caso não atenda a ordem judicial.

Como foi informado pelo diretor de trânsito Agostinho, na terça-feira (21/03), a interdição do pontilhão foi realizada na quarta-feira (22/03), mas por poucas horas. O vereador da base do prefeito, Cabritinha (PSB), esteve no local e um manifesto com direito a carro de som, fotógrafo e locutor foi formado. A participação das categorias dos mototaxistas e taxistas foi observada.

As caçambas que foram enviadas para o pontilhão, aparentemente para dar inicio as obras e atender a ordem judicial, foram recolhida após o manifesto e pedido do vereador.

O fato é que a maioria dos gravataenses são contra essa reconstrução do pontilhão. Para que se tenha uma ideia, a derrubada do pontilhão foi considerada pelo povo, a maior obra de Bruno Martiniano quando era gestor do município.

Por outro lado, vale lembrar que tanto o pontilhão quanto a linha férrea, são patrimônios públicos, tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE).

Seguindo a risca o que o prefeito disse em sua fala, ele deverá ser multado diariamente em R$10,000,00 Reais e ainda pode responder por improbidade administrativa, caso não reconstrua. A questão é, o prefeito vai atender ao povo, ao vereador da base, as categorias, ou vai reconstruir?

GMK Ads | A Marca da Sua Marca!