Foto: Gilvan Silva (GMK Imagens)

O presidente da Associação dos Mototaxistas e Moto-Entregadores de Gravatá — (AMMG), Carlos Bezerra, acompanhado do jurídico da associação e dos Mototaxistas, estiveram na manhã desta terça-feira (19/04), em frente à Câmara de Vereadores, onde de lá, seguiram em protesto para a Prefeitura.

A classe solicitava dialogo com o prefeito Joselito Gomes (PSB), pois, segundo eles, estariam sendo proibidos de realizar a função de moto-entrega no município, função essa, já realizada há anos pelos profissionais, antes mesmo da existência do Delivery.

Outro bronca é relacionada aos Motoboys que reivindicam a possibilidade de realizar o transporte de pessoas.

Os profissionais estavam revoltados com o diretor do Departamento de Trânsito de Gravatá, José Agostinho, onde por diversas vezes, pediam a exoneração do mesmo. A classe dos mototaxistas é formada por 405 pais de família.


A reportagem do De Olho Em Gravatá tomou conhecimento que uma reunião seria marcada entre a gestão e a comissão formada pela classe, para discutir o Decreto n.º018/2022.

Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura de Gravatá não teria emitido nota a imprensa, ou publicado nota oficial referente ao caso em seus perfis oficiais.

Acompanhe no vídeo registrado pelo repórter Kiko Por Ká, o momento exato que os mototaxitas pedem a exoneração do diretor do Departamento de Trânsito de Gravatá, José Agostinho.



Move - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.