Gravatá terá um centro de castração para controle de animais de rua

Adelmo Júnior
796

Gravatá receberá um centro de castração de animais de rua. O projeto é uma parceria da prefeitura, através das secretarias de Vigilância Sanitária, Meio Ambiente e Infraestrutura, com os protetores de animais da cidade. Na manhã desta sexta-feira (25), foi feita uma reunião no gabinete do prefeito para discutir sobre a sede, que teve o terreno doado pela prefeitura.

Essa iniciativa surgiu devido ao aumento de número de animais de rua na cidade. A gente pretende que essa associação acolha os animais de rua e dê suporte a eles durante o pós-operatório. Nossa intenção pé fazer essas cirurgias com qualidade. Também irá contribuir na doação dos animais através de campanhas. Essa iniciativa traz benefícios como o controle da agressividade do animal, diminuição dos maus tratos, de animais da rua e acidentes”, explicou o médico veterinário e secretário executivo da Vigilância Sanitária, Carlos Romero.

O espaço ficará localizado entre as ruas Caetano Tavares e Martiniano José Fernandes, no bairro do Salgadão. A área total do terreno é de 6.840 m², onde serão construídos uma recepção, um bloco cirúrgico, salas de pré e pós operatório, além de um canil para os animais de rua serem adotados. A princípio, a associação atenderá pessoas de baixa renda que possuem animais domésticos e não têm condições de pagar por uma castração. Em seguida, os atendimentos serão destinados para os animais de rua.

As protetoras de animais, Luciana Souza e Eveline Silva estão envolvidas na organização do projeto e também estiveram presentes na reunião feita nesta sexta-feira. As duas falam sobre a importância de um projeto como este na cidade.

A gente sabe que o número de animais abandonados aumentou com a pandemia e estes animais vivem de uma forma bem complicada, dependendo dos protetores de animais que colocam comida. Essa ação abraça a causa dos animais de rua . Muitas vezes as pessoas querem ajudar, mas nãos abem por onde começar e esse pode ser um ponta é inicial para a cidade ajudar. Essa associação surgiu da preocupação que os protetores de animais têm e porque isso envolve saúde pública e a castração é a solução para combater o aumento de animais de rua”.

A sede que ficará localizada no Salgadão tem previsão para estar pronta em até dois meses. Para a realização do projeto, o prefeito Jaoquim Neto solicitou o apoio de empresários da construção civil, para que abracem a ideia e contribuam com a causa animal.

Os comentários estão desativados.