A CÂMARA DE DIRIRGENTES LOJISTAS DE GRAVATÁ (CDL-GRAVATÁ), por meio desta nota vem se manifestar a respeito das recentes determinações do Governo do Estado de Pernambuco, tomadas por meio do Decreto n°50.433, de 15 de Março de 2021, que impõe o fechamento do comércio varejista como forma de prevenção da disseminação do vírus.

A CDL GRAVATÁ tem plena consciência da necessidade de implementação de esforços conjugados para conter o avanço da contaminação da COVID-19, não só no Estado, mas em todo o país, para que prevaleça o espírito público.

A extrema gravidade da situação está a exigir a união de todos os brasileiros, das entidades empresariais e dos trabalhadores, para que possamos encontrar soluções que minimizem o sofrimento da nossa população e também os impactos econômicos que colocam em risco a sobrevivência das nossas empresas.

É preciso que o Poder Público dialogue com os lojistas mantendo um canal aberto, permanente, franco e eficaz com as entidades empresariais, para que as decisões possam impactar menos nas atividades econômicas, já que o setor de comércio e serviços são responsáveis por 73% do PIB nacional, bem como é o que mais gera empregos no Brasil. Os estabelecimentos comerciais tem seguido, na sua grande maioria, os protocolos sanitários determinados pelas autoridades de saúde e também os preconizados pela OMS, fazendo investimentos e esforços enorme para que as atividades ocorram de modo seguro e consciente.

O fechamento abrupto do comércio varejista não é o caminho para o enfrentamento da crise sanitária no cenário atual, já que gerará como consequência um agravamento da crise econômica e social, como elevação significativa do desemprego e o fechamento de milhares de estabelecimentos, fazendo-se necessária a manutenção das medidas de socorro e amparo aos empregadores, empregados e negócios impactados pela pandemia, uma experiência que se mostrou eficiente na primeira fase da doença no Brasil.

Estamos prontos e à disposição para contribuir com ideias e ações para transformar Pernambuco, o Nordeste e o País competitivos, seguros e bom para se viver, que é, na verdade, o que todos nós queremos.

Gravatá, 17 de Março de 2021
MARIA VALÉRIA B. SILVA (PRESIDENTE)



PubGS - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.