Fotos: Cortesia

É lastimável as condições que são impostas aos moradores da cidade de Gravatá, Agreste de Pernambuco. Quem necessita realizar a testagem para Covid-19 no Centro de Testagem, tem que aguardar em fila quilométrica, em pé e no sol.

No momento desta reportagem, a fila se estendia do Todo Dia Supermercado, até o Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa, onde ao lado da Base do SAMU, funciona o Centro de Testagem da Covid.

As 200 fichas disponibilizadas pela gestão para a parte da manhã, rapidamente se esgotaram. Infelizmente, várias pessoas ficaram sem atendimento, e como consequência, houve revolta.

Essas pessoas deverão tentar a sorte na parte da tarde, a partir das 14h, onde mais 200 fichas serão disponibilizadas. Vale enfatizar que os atendimento são por ordem de chegada.

A gestão municipal publicou recentemente um boletim, onde justifica que 700 fichas serão disponibilizadas por dia, sendo 400 para o Centro de Testagem, ao lado do Samu, e 300 para a SUCAM ao lado da UPA 24h.

Como sugestão, seria mais efetivo se a gestão municipal decentralizasse todo o atendimento para os postos de saúde de cada bairro, onde evitaria filas quilométricas, e consequentemente agilizaria os atendimentos, testagens e vacinações contra a covid-19.



Move - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.