Fotos: Gilvan Silva (GMK Imagens Division).

A Câmara de Vereadores de Gravatá, votou nesta terça-feira (23/05), as contas do ex-prefeito de Gravatá, Joaquim Neto (PSDB), referente ao ano 2005. Após uma longa leitura da auditoria do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE/PE), as contas foram postas a votação de forma nominal.

Ressaltando que o parecer do Tribunal de Contas sobre as contas do ex-gestor, foram para aprovação com ressalvas da Câmara, 11 vereadores votaram de acordo com o parecer, dois vereadores se abstiveram do voto e outros dois vereadores faltaram a sessão.

Votaram a favor, os vereadores, Nino da Gaiola, Leandro dos Transportes, Gil Dantas, Adeildo do Abacaxi, Antônio da Rodoviária, Regis da Compesa, José Laércio (Cabritinha), Nego Suíno, Tadeuzinho, Leo Giestosa e Léo do AR.

Se abstiveram dos votos, os vereadores, Zé da Saúde e Neném de Uruçu. Não compareceram a sessão, os vereadores, Luiz Prequé, que justificou a ausência, e Bruno Sales.

Contas de 2005 de Joaquim Neto

O vereador Léo do AR surpreendeu a todos os presentes na hora do voto. Léo do AR em sua fala, relembrou que há nove anos atrás, estava votando as mesmas contas, e que na época, 14 vereadores votaram contra as contas do ex-gestor, enquanto ele foi o único a votar favorável, o que possibilitou uma nova avaliação das contas pelo do TCE, remetendo nove anos depois para nova votação da Câmara de Vereadores de Gravatá, sendo aprovadas por 11 votos.

Enquanto alguns atacam, perseguem, lhe criticam, tentando a todo custo lhe prejudicar, Léo do AR não joga na mesma linha, nem rebate na mesma moeda, mostrando ser totalmente diferente, no contraditório, e tem provado que o seu silêncio, incomoda bastante, aos seus opositores.

GMK Ads | A Marca da Sua Marca!