Foto: WhatsApp

Corpos de Mãe e filha foram encontrados em estado de putrefação, dentro da própria residência localizada no Bairro do Salgadão. O caso foi registrado noite do sábado (05/03).

O corpo de Maria Helena da Silva, 40 anos, foi encontrado em um sofá com uma almofada no pescoço. Os peritos presentes no local informaram que a vitima havia sido morta por asfixia. Já o corpo da filha, Aldenize Maria de Lima (idade não revelada) foi encontrado dentro de uma Caixa D’água, e os peritos confirmaram a morte por afogamento.

Devido ao avançado estado de decomposição dos corpos, os peritos estimaram que as vitimas foram mortas há aproximadamente, 8 dias.

Fazia dois meses que as vitimas estavam residindo no local do crime. A residência era alugada. Antes de morar em Gravatá, Helena e a filha residiam no Sítio Macacos, zona rural de Chã Grande.

O principal suspeito do ‘duplo homicídio’ é um homem que Maria Helena havia conhecido através do Facebook, e estava tendo um relacionamento. A identidade do suspeito ainda é desconhecida. A Polícia Civil iniciou as investigações para buscar elucidar o crime. Até o fechamento desta reportagem, o suspeito não tinha sido encontrado.



Move - Você viu, seu cliente verá!

Os comentários estão desativados.