Polícia Federal fecha empresa que fraudava seguros de motos com matriz em Gravatá

105
(Post atualizado em: 3 de abril de 2015)

A Superintendência da Polícia Federal em Pernambuco anunciou, nesta sexta-feira (3), por intermédio da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros, o fechamento de uma empresa que supostamente fraudava seguros de motocicletas, em Gravatá.


Segundo o órgão, as investigações que ocorreram durante um mês apuraram que a empresa Total Motos atuava sem autorização da Superintendência de Seguros Privados (Susepe) para a venda de seguros.

Ontem (2), por volta das 10h, agentes da PF cumpriram um Mandado de Busca e Apreensão, expedido pela Justiça Federal, e apreendeu diversos documentos que comprovam a atividade ilegal em mais de mil contratos irregulares, razão pela qual a empresa foi fechada e está impedida de realizar atividades de exploração de seguro para motocicletas por período indeterminado. 

Também foram bloqueadas suas contas bancárias, para eventual ressarcimento de algum consumidor prejudicado.

Segundo a Polícia Federal, como o administrador do estabelecimento não foi localizado, ele não foi preso em flagrante, mas será intimado para comparecer à Polícia Federal e, caso não apresente uma justificativa para tal atividade ilícita, poderá ser indiciado pelo crime previsto no art. 16 da Lei nº 7.492/86 – (Fazer operar, sem a devida autorização instituição financeira), cujas penas variam de 1 a quatro anos de reclusão, além de multa. 

A PF segue recebendo informações e investigando a atividade de outras empresas do ramo.


Fonte: Diário de Pernambuco
Polícia Federal fecha empresa que fraudava seguros de motos com matriz em Gravatá
Ainda não votou
Like
Curtir Amei Haha Uau Triste Irritado

Compartilhar no WhatsApp:


Boa Live Gravata