Vereadores da OPOSIÇÃO e SITUAÇÃO aprovaram em primeira votação Projeto Que Irá Fiscalizar o Atual Gestor

106

Por Tomaz de Aquino

Parece brincadeira mas não é. Mais uma vez o prefeito embute o projeto do orçamento anual que veio errado para a Câmara, dentro do pedido de crédito especial para ser aprovado pelos vereadores.

A ideia da prefeitura era aprovar de forma indireta o orçamento no valor de R$ 200 milhões para ter nas mãos um cheque em branco, tendo o direito legal de remanejar 30% desse valor, ou seja, R$ 60 milhões, sem pedir autorização à Câmara.

Os vereadores descobriram a manobra procuraram especialistas e então optaram por uma emenda modificativa aprovando um crédito especial de pouco mais R$ 16 (dezesseis milhões) para o prefeito resolver as pendências do mês de janeiro.

Com essa medida os vereadores se resguardam de não aprovarem um projeto errado e depois serem acusado de prejudicar o município. Além disso, o prefeito não fica como um soberano fazendo o que quer e desrespeitando os vereadores, porque todos os meses ele terá que solicitar a aprovação de créditos especiais para tocar a máquina administrativa.

Cabe destacar que ele terá que explicar detalhadamente onde serão investidos os recursos que estão solicitados, evitando desvios, fraudes e outros crimes cometidos nas gestões e que trazem prejuízos para os cofres públicos.

Portanto, a prefeitura já pode honrar os seus compromissos do mês de janeiro, deixando claro que os débitos antigos nada tem a ver com essa situação, conforme foi denunciado pelo vereador Júnior de Paulo, na sua fala na tribuna da Câmara.

Vereadores da OPOSIÇÃO e SITUAÇÃO aprovaram em primeira votação Projeto Que Irá Fiscalizar o Atual Gestor
Ainda não votou
Like
Curtir Amei Haha Uau Triste Irritado

Compartilhar no WhatsApp:


Deixe seu comentário

Boa Live Gravata