Um pintor industrial de 30 anos foi detido por venda ilegal de lagosta, nas margens da BR-232, em Gravatá, no Agreste de Pernambuco. O material foi apreendido pela Polícia Federal em ação conjunta com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O caso ocorreu no domingo (20), mas as informações foram divulgadas nesta quarta-feira (23).

Após receber informações de comércio ilegal de crustáceos, equipes foram até o local, onde foi percebido o comércio de frutos do mar. O pintor foi detido com 22 kg de lagosta após tentar vender os crustáceos para os policiais, de acordo com a PF.

O suspeito foi preso em flagrante, mas foi solto após fazer exame de corpo de delito e pagar fiança. Ele responderá pelo crime em liberdade. As lagostas foram doadas para uma instituição de caridade indicada pelo Ibama.

Ibama e Polícia Federal apreendem 22 kg de lagosta às margens da BR-232
5 (100%) 7 votos
Like
Curtir Amei Haha Uau Triste Irritado
41

Compartilhar no WhatsApp:


Deixe seu comentário

Boa Live Gravata